A Gota e a Medicina Chinesa

14-12-2016

A gota é uma doença metabólica acompanhada de acumulo anormal de ácido úrico no organismo, o que causa artrite aguda, geralmente monoarticular (que afecta principalmente a articulação metatarsofalângica e às vezes, tornozelos e joelhos) e, nas fases tardias, causa artrite crónica deformadora que afecta outras articulações, como cotovelos. Esse acumulo anormal de ácido úrico, sob a forma de cristais de uratos, em articulações, tecido subcutâneo e também no tecido intersticial renal deve-se ao aumento da biossíntese de cristais de uratos. 

A gota ocorre mais em homens (90%) acima de 30 anos e menos em mulheres, sendo que nelas a incidência é maior após a menopausa. A acupuntura é eficaz como tratamento coadjuvante nos casos de artrite gotosa, tanto na crise aguda como na crónica, no alívio da dor e, principalmente, na redução de doses de analgésicos e anti-inflamatórios. 

Na Medicina Tradicional Chinesa, a gota ou artrite gotosa pode ser classificada como síndrome Bi.
A síndrome Bi é caracterizada pela estagnação de Qi e sangue nos canais de energia em decorrência da invasão de factores patogénicos como vento, frio e humidade. As manifestações clínicas dessa síndrome são dor, edema, rubor e, às vezes, calor. Afecta principalmente as articulações, mas pode também atingir a pele, músculos, tendões e vasos sanguíneos. A síndrome Bi ainda pode ser classificada em quatro tipos, de acordo com a sua etiologia e suas manifestações: 

  • Síndrome Bi móvel: As dores migram de uma articulação a outra (a artrite por febre reumática enquadra-se nesse tipo). É causada por ataque de vento. 
  • Síndrome Bi dolorosa: É uma dor aguda, causada principalmente pelo ataque de frio. 
  • Síndrome Bi fixa: É uma dor fixa acompanhada de edema e sensação de peso nos membros. É causada principalmente por invasão de humidade.
  • Síndrome Bi calor: Tem início súbito e é acompanhada de rubor e calor (a artrite gotosa pode ser enquadrada na síndrome Bi calor associada à síndrome Bi fixa, pois acompanha edema, rubor e calor). Como há uma variação na causa desta doença, qualquer recomendação deve ser feita por um terapeuta que avaliou a pessoa, e fez o diagnóstico correcto, no entanto existem algumas recomendações gerais que podem ser tidas em conta, sendo que a sua eficácia vai depender do tipo de síndrome que origina a patologia. 

    É claro que a alimentação, é um tópico muito importante no controle destas síndromes. Como tal devem ser retirados da alimentação diária, alimentos como...
  • Carnes: bacon, vitela, cabrito, carneiro, miúdos (fígado, coração, rim, língua). 
  • Peixes e frutos do mar: salmão, sardinha, truta, bacalhau, ovas de peixe, marisco, ostra, camarão. 
  • Aves: peru e ganso. Bebidas alcoólicas.

Feliz época festiva, e apesar das excepções, não se esqueça de cuidar da sua saúde sempre